Como a biometria facial está mudando a autenticação das compras com cartões

 

Parece história de filme futurista: no momento de pagar suas compras na loja, o cliente se posiciona em frente a uma máquina equipada com uma câmera e pronto, pagamento feito. A tecnologia? A biometria facial, que tem potencial para substituir o uso de cartões físicos e senhas.

A biometria facial passa por evoluções constantemente, mas já está sendo popularizada. A expectativa é que seja gradativamente implementada em diferentes contextos à medida que a tecnologia avance para fazer identificações com mais rapidez e precisão. O que vale também para o universo das compras.

O que é e como funciona a biometria facial

É provável que você já saiba o que é biometria. O termo se tornou amplamente conhecido com a popularização de soluções que fazem a autenticação de indivíduos por meio da análise da impressão digital.

Esse tipo de tecnologia é utilizada em bancos para o acesso à conta, por planos de saúde para reconhecimento dos usuários e até pelo TSE em substituição ao título de eleitor.

A biometria facial é, por sua vez, um sistema de reconhecimento que se baseia na análise de pontos nodais do rosto das pessoas. Ao todo, são cerca de 80 e sua combinação forma padrões únicos, capazes de nos identificar.

Se você é usuário de redes sociais, já deve ter visto essa tecnologia em ação ao receber sugestões do Facebook para marcar amigos em suas fotos, indicando seu nome a partir do reconhecimento de seu rosto.

Como a biometria pode substituir o uso de cartões

Para que o reconhecimento facial seja utilizado para a autenticação de compras, antes é preciso realizar um cadastro de cada pessoa. O dispositivo analisa o rosto em diferentes ângulos para analisar os pontos nodais e identificar os padrões únicos. Essas informações são combinadas aos dados do cartão de cada um, como o número, a validade e a chave de segurança.

Todos esses dados são lançados e salvos no sistema. No momento do pagamento das compras, a biometria facial do cliente é feita e o sistema identifica quem é e qual é o seu cartão para registrar a compra. Assim, elimina-se a necessidade do uso de cartões físicos e de senhas.

As vantagens do uso da biometria

A biometria facial já existe como solução de pagamentos e segue em processo de aprimoramento, mas suas vantagens tanto para consumidores quanto para empreendedores já podem ser identificadas:

  • Evita que uma compra deixe de ser realizada por esquecimento do cartão ― não raro, consumidores se deparam com a oportunidade de comprar um produto ou contratar um serviço, mas são forçados a deixar para depois porque saíram de casa sem o cartão a ser usado para o pagamento. Esse “deixar para depois” pode nunca chegar ou acabar acontecendo em outro estabelecimento.

    A biometria facial evita esse problema, o que é benéfico para o consumidor, que não encontra entraves para adquirir o que deseja, quanto para o empreendedor, que não perde a oportunidade de venda;
  • Minimiza a possibilidade de fraudes com cartão ― no post Como identificar fraudes em transações com cartão no varejo compartilhamos dicas para evitar um problema que todo empreendedor quer evitar, a fraude. A biometria facial depende da manifestação direta do desejo de compra do consumidor, algo que contribui para reduzir situações de chargeback, por exemplo.

Achou este post interessante? Compartilhe-o nas redes sociais!

Comentário no facebook

Login to your account below

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.