Como fazer a conciliação bancária para minha farmácia?

As farmácias são estabelecimentos que fazem parte do dia a dia das pessoas, pois além de comercializar medicamentos, elas oferecem aos clientes uma ampla gama de produtos voltados para higiene pessoal, cosméticos, perfumaria e até serviços rápidos, como pagamento de contas e recargas de celular.

Por ter uma boa movimentação diária, as farmácias precisam estabelecer uma gestão financeira eficaz, evitando surpresas desagradáveis no futuro. Parte desse processo deve ser realizado por meio da conciliação bancária. Você conhece e realiza esse trabalho em seu negócio?

Bom, se a resposta for não, esse artigo pode te ajudar a transformar para melhor a administração financeira da sua farmácia, pois vamos ensinar como fazer a conciliação bancária de forma correta e segura. Não perca!

Entenda a importância da conciliação bancária

Como mencionado no início, as farmácias costumam ter uma movimentação de vendas bastante expressiva todos os dias. Além disso, as formas de pagamento utilizadas pelos clientes variam bastante, sendo que os cartões acabam sendo as preferências de boa parte do público. Mas, o que os gestores precisam se atentar é que para cada modalidade e operadora é cobrada uma taxa diferente, que também pode variar caso a empresa solicite a antecipação dos recebimentos, por exemplo.

Sendo assim, ao término de cada dia a farmácia gera muitas informações distintas, e o trabalho da conciliação bancária é o de justamente analisar os dados e apontar possíveis inconsistências. 

conciliação bancária

Por meio desse processo é possível levantar as informações reais sobre as vendas e recebimentos gerados via pagamentos em cartão de crédito ou débito, pois a função principal da conciliação bancária é identificar se as operações têm acontecido da maneira correta, sem interferências que possam atrapalhar o progresso da sua farmácia. Quando a companhia não realiza essa atividade ela corre o risco de ter uma visão financeira distorcida, ficando exposta aos possíveis erros e fraudes que ainda atingem esse setor.

Saiba como fazer essa atividade em sua farmácia de forma segura e eficaz

Como mencionado no tópico acima, a conciliação bancária envolve muitas informações e análises que são fundamentais para o progresso das farmácias. Entretanto, realizar todo esse trabalho de forma manual pode ser uma escolha equivocada do gestor. Isso porque, além de demandar tempo e conhecimentos específicos, a conciliação bancária manual aumenta as chances de erros e inconsistências.

Para não ter problemas em sua operação, a dica é optar pela conciliação bancária automatizada, realizada através de softwares especializados nessa operação. Com uma boa solução para conciliação bancária, a sua farmácia terá resultados positivos, pois essa tecnologia oferece recursos voltados para: 

  • controle de todas as adquirentes em um único lugar;
  • controle de cancelamentos e chargebacks;
  • análise de antecipação e descontos;
  • gestão do fluxo de caixa com valores a receber; 
  • visão completa dos recebimentos bancários;
  • conciliação de taxas, pagamentos e vendas;
  • controle das vendas registradas pelas adquirentes.

Mostramos no artigo de hoje o que é conciliação bancária e como você pode realizar esse trabalho em sua farmácia de forma segura e eficaz. Para conhecer mais sobre os sistemas de conciliação, veja também em nosso blog o post que reúne bons motivos para automatizar a conciliação financeira da sua empresa.

 

Comentário no facebook

Login to your account below

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.