Conciliação de crédito e ERP: é possível integrar essas duas ferramentas?

 

Qualquer empresa quer crescer, com isso, o volume de informações que precisa ser processado de forma ágil e inequívoca aumenta nas mesmas proporções. Entre as operações afetadas, podemos destacar a conciliação de cartões como uma das principais ferramentas disponíveis para controlar as contas do empreendimento.

E se a sua empresa trabalhar com mais de uma bandeira, é mais importante ainda contar com ferramentas que permitam controlar a sua “saúde financeira”. O fato é que a conciliação de crédito economiza vários problemas e divergências, já que todos os montantes creditados ou debitados são comparados com os registrados nas operadoras.

Tudo fica mais fácil. Os cartões, que antes não eram tão comuns, são a via de regra como forma de pagamento de milhares de consumidores. É natural, então, que a sua empresa aceite essa modalidade e precise efetivamente controlar todo o fluxo financeiro relacionado.

 

Próximo passo? Implantar um sistema ERP

Agora, também podemos pensar que trabalhar com conciliação de créditos é uma etapa do processo de gerenciamento de informações da sua empresa. Acontece que, com o aumento do volume de dados, você pode começar a pensar em implantar um software integrado de gestão empresarial, mais conhecido como ERP.

É preciso identificar o momento necessário para implementar um ERP. Normalmente as empresas perdem o timing dessa necessidade e, quando se dão conta, já passou muito tempo. Uma empresa que acredite que pode melhorar os seus serviços, tenha perspectiva de crescimento e queira atender melhor os seus clientes deve pensar neste salto.

Um software de gestão empresarial ajuda a administrar toda a contabilidade a partir de um só lugar. Pense bem: você usa vários softwares para administrar áreas separadas da sua empresa: folha de pagamento, estoque, vendas, cobranças etc.? Se a resposta é “sim”, também já deve ter percebido como é mais complicado controlar tudo de forma separada.

 

Decisões importantes sobre o ERP

Caso sua empresa decida integrar estas duas ferramentas – conciliação de crédito e ERP -, deve começar um processo de levantamento de informações sobre as necessidades administrativas. É importante envolver todos os departamentos que farão uso do software para prever utilidades específicas, principalmente o administrativo e o de tecnologia da informação (TI).

Uma vez que o funcionamento geral seja ‘posto no papel’, ficará mais fácil decidir os requisitos do novo sistema. Esta parte é importante pois é capaz de baixar os custos de desenvolvimento e implementação. Por exemplo, se o software vai ser rodado em um servidor interno ou se vai trabalhar com cloud computing, entre outras coisas.

Depois do levantamento inicial, a empresa contratada para criar o sistema procederá com as customizações do mesmo. Leva um pouco de tempo e é importante não apressar o processo: tudo precisa ser aprovado pela administração e pelo pessoal de TI. Uma vez que o ERP esteja pronto, é necessário capacitar os funcionários para que possam migrar para a nova plataforma de forma fluida e utilizar ambas ferramentas de forma integrada: conciliação de crédito e ERP.

 

E agora?

A alta competitividade do mercado e os permanentes avanços tecnológicos têm permitido a implantação de um sistema ERP em empresas de vários portes e campos de atuação, integrando com outras ferramentas de suma importância para a gestão empresarial, como é o caso da conciliação de crédito. Tudo no sentido de melhorar seu funcionamento e conquistar a excelência gerencial. E você, já pensou nesta possibilidade?

Comentário no facebook

Comentários no Facebook

Login to your account below

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.