Controle simplificado de fluxo de caixa diário? Veja como fazer!

 

As ferramentas de gerenciamento contábil não existem por acaso, devem ser usadas na sua rotina de trabalho para manter a saúde financeira da sua empresa sob controle. Sendo assim, se a sua empresa não presta muita atenção à vida contábil diariamente, pode até achar meio complicado começar o processo, mas garantimos que, uma vez que implemente algumas ações, este hábito saudável não vai mais sair da sua vida.

Recordamos que os controles internos da contabilidade da sua organização não são capazes de deslocar a importância do ofício do contador, aliás, são coisas bem diferentes. O contador é o profissional que vai garantir que o seu negócio cumpra com os requisitos fiscais e contábeis. Já o conhecimento de quanto você vai gastar e quanto tem por arrecadar, é obrigação da empresa.

Pensando exatamente nisso, reunimos algumas dicas para você realizar um controle simplificado de fluxo de caixa diário simples e não se perder mais nas finanças da sua empresa.

1. Supervisione os movimentos financeiros do dia a dia

Em primeiro lugar, repita como um mantra: registre todo o fluxo financeiro diária, não deixe, literalmente, passar nada. Tudo o que foi comercializado, assim como tudo o que foi despendido. Uma saída simples é usar um formulário no qual as movimentações sejam relacionadas, item a item, com o montante relativo.

Também vale a pena registrar o tipo de transação, se em cash, se em cartão de crédito, débito, cheques ou etc. De fato, o mais importante é manter o preto no branco. Pode parecer antiquado mas esta é a melhor maneira de saber tudo o que aconteceu na sua empresa, em termos de finanças, diariamente.

2. Anote todas as contas a pagar

Comprar à prazo é comum, 30 dias, 60 dias, etc. Mas é importante ter essas despesas presentes no controle diário. Na verdade, é como uma agenda, seus compromissos precisam estar anotados para que você não esqueça nenhum item.

Naturalmente, as contas a pagar devem figurar nos dias do vencimento, não no dia em que a despesa foi assumida. Cheques pré-datados precisam contar com o capital para que sejam descontados. Aliás, qualquer forma de pagamento a prazo precisa ser considerada, também as compras com cartão de crédito corporativo ou outras formas de compromissos assumidos.

3. Controle os ingressos por cobrar

Quem trabalha por atacado costuma vender à prazo. Principalmente em setores onde há muita concorrência, este pode ser um diferencial na hora de ser escolhido ou não. Logo, da mesma forma como você tem por escrito tudo o que precisa honrar como compromisso financeiro, as contas a receber também precisam estar discriminadas. Anote o valor apurado no fluxo de caixa do dia em que você receba – ou vai receber – o dinheiro.

Neste caso, é importante registrar todos os dados envolvidos na transação: data da venda, da cobrança, o produto ou serviço específico que foi comercializado, a forma de pagamento e, se você é emissor de NFs (notas fiscais), associe o número da nota à operação para um maior controle.

4. Mantenha as informações organizadas

Uma vez que você já saiba que precisa anotar a movimentação diária, as contas a receber e as contas a pagar, é importante escolher a forma como vai organizar todas estas informações. O ideal é usar uma planilha específica para isso. Separamos um modelo que pode ser modificado, é só clicar aqui.

Dessa forma, você vai manter o controle diário do seu saldo. Considere abrir o caixa com a entrada do saldo anterior e siga o processos. Com a manutenção das saídas e entradas, fica mais fácil ter seu fluxo de caixa sob controle, de forma simples, objetiva e acessível.

Comentário no facebook

Comentários no Facebook

Login to your account below

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.