Fraudes no e-commerce: quais são e como evitar

 

A forma mais fácil de abrir a sua empresa hoje é montando um negócio virtual, o e-commerce. Porém, o universo online também oferece riscos.

O Brasil ocupa o segundo lugar no número de fraudes no e-commerce, perdendo para o México, segundo pesquisa realizada pela ACI Worldwide. As principais fraudes cometidas no e-commerce são: o roubo de dados dos clientes,  o uso não autorizado de dados de terceiros, e o chargeback.

O aumento do número de fraudes envolvendo compras com o cartão em e-commerce é uma tendência, uma vez que esta é uma plataforma em ascensão. Segundo a pesquisa da ACI Worldwide, o número de comércios eletrônicos cresceu 5% em 2018, em relação ao ano passado.

Que tal evitar ser vítima desse golpe? Confira nossas dicas!

Invista em um certificado de segurança

Uma forma de proteger o seu negócio e os dados dos seus clientes é adquirindo um certificado de segurança para o seu site.

O certificado fornece um sistema de criptografia que dificulta o acesso de criminosos aos dados do seu cliente, pois apenas quem envia e quem recebe a informação tem acesso aos dados.

Implemente um sistema antifraude

Outra ferramenta importante para a sua loja virtual é contar com um sistema interno antifraude, que monitora os pedidos e analisa os riscos que eles podem oferecer ao seu negócio.

Para optar pelo sistema antifraude, seu negócio precisa estar adaptado da melhor forma possível, contando com boas ferramentas que o auxiliem na organização e monitoramento dos pedidos e pagamentos. Estabeleça critérios que uniformizem as aprovações feitas manualmente e os cancelamentos de pedidos não aprovados.

Contrate um intermediador de pagamento

Outro bom aliado do seu e-commerce é o chamado “Intermediador de Pagamento”. Ele analisa os riscos da compra e libera a transação. Ao aprovar a transação, ele se compromete a repassar o valor da venda para o comerciante, mesmo que haja chargeback. Mas para isso, o comerciante precisa ter a comprovação de envio do produto em mãos.

Ao adotar o intermediador, você também precisa investir em meios de rastreamento do produto, para que ele seja monitorado durante o transporte.

Também é importante que os sistemas seu e do intermediador estejam integrados, para que ambos compartilhem as mesmas informações e você tenha controle total sobre os dados financeiros do seu e-commerce.

Qualifique seu capital humano

Aposte também no time que compõe a sua empresa. Mais do que operadores de softwares e pedidos, seus colaboradores precisam ter visão crítica e detalhista para identificar possíveis falhas nos processos.

Pedidos seguidos para o mesmo endereço, ticket médio muito elevado ou muitas devoluções de mercadorias podem indicar algum tipo de fraude.

O controle financeiro também deve ser feito por um especialista, que saiba identificar falhas de cálculo, conheça seu faturamento e o comportamento financeiro dos clientes.

Quer saber mais sobre o assunto? Baixe o e-book Principais ocorrências de fraude no cartão de crédito!

Comentário no facebook

Login to your account below

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.