Vendas de final de ano: como saber se deram lucro?

 

Começo de ano é um dos momentos de maior satisfação para os varejistas! Isso porque é o mês em que você colhe o resultado das vendas de final de ano.

Acabamos de sair de um período de black friday, natal e ano novo, e as vendas destes períodos são responsáveis por 32% do faturamento do Varejo no ano. Muita coisa não é?

Não é à toa que nos meses antes desse período as lojas começam uma força tarefa para se equipar e se preparar para as vendas: são investimentos em mais maquininhas, automação de caixa, renovação de estoque, loja e-commerce e outros.

Com tantos investimentos no próprio negócio, o mínimo que se espera é que as vendas equiparem os gastos — e na maioria dos casos, felizmente, elas superam os custos.

Contudo, o que era para ser um período marcado por alegria e altos faturamentos é também um momento de tensão: com o aumento do uso de cartões de crédito e as compras onlines aumentaram proporcionalmente os riscos de fraude e prejuízos para as lojas.

Então como saber se o final de ano foi realmente bom? Como saber se de fato houve lucro?

Existem algumas fórmulas para calcular margem de lucro que podem se aplicar a este momento. Mas há outros fatores que podem afetar esse cálculo e diminuir a sua margem de lucro sem você perceber. Por isso antes de sabermos se seu final de ano foi lucrativo ou não, precisamos entrar em detalhes nesses fatores que podem estar atrapalhando a lucratividade do seu negócio.

Fatores que diminuem a margem de lucro

Existem principalmente três pontos que atrapalham sutilmente a sua lucratividade — e digo sutilmente porque não estão relacionados a custos operacionais, custos de aquisição, etc… São custos imprevistos. E justamente por serem fatores imprevistos é que atrapalham sua margem, uma vez que você conta com este valor e ele não chega até você.

1. Fraudes

Há um outro post no nosso blog com muito mais detalhes sobre Fraudes que você pode sofrer na hora dos pagamentos em cartão. Caso queira vê-las em detalhe, clique aqui.

Por que as fraudes atrapalham a lucratividade? Pode parecer um motivo óbvio: alguém fingiu que pagou e não pagou e por isso o seu negócio é prejudicado.

Mas há um outro motivo um pouco menos óbvio: dependendo do tipo da fraude, é possível se assegurar — exemplo: se for um erro da máquina de cartão, você pode pedir que reembolsem o valor. Contudo, o tempo que demora para se identificar uma fraude é o grande problema.

Vamos supor que você esteja contando com 100 mil reais para fazer um novo investimento em estoque para a próxima temporada. Contudo, 5% deste valor foi fraudado.

Se não houver um sistema anti-fraudes no seu comércio, você pode demorar até 60 dias para saber que houve essa fraude. O que significa que você terá feito um investimento de 100 mil, mas recebido apenas 95.

Neste caso você terá um sério problema de fluxo de caixa para pagar este investimento.

2. Demora para receber o dinheiro

Novamente um custo temporal.

Esse problema é comum de acontecer quando você contrata mais de uma adquirência para pagamentos em cartão (ou seja, na maioria dos casos). Mas por que isso acontece?

O mercado de meios de pagamento é recheado tanto de formas de receber pagamentos quando de cartões e bandeiras diferentes. E cada um desse meios de recebimento estabelece para cada cartão ou bandeira diferente um prazo para entregar o dinheiro ao lojista.

Não necessariamente as vendas realizadas no dia estão na conta no mesmo dia. Somente esta variação de datas e prazos pode atrapalhar seu planejamento.

Pense: você possui contas que vencem dos dias 10 e 15, mas metade das suas vendas só compensarão nos dias 20 e 25. Isso dentro de um mês já é suficiente para complicá-lo. Mas e quando esses prazos extrapolam o mês?

3. Diferentes taxas para diferentes bandeiras

Muito parecido com os prazos para compensação dos pagamentos, as maquininhas também operam diferentes taxas para cada cartão e bandeira.

Em períodos de menor volume de compras você pode até fazer uma boa gestão das suas maquininhas e optar sempre pela menor taxa. Contudo, em momentos como o final do ano que as filas praticamente não terminam, essa gestão manual se torna impraticável.

É nesse momento que para atender rapidamente seus clientes e com eficiência você opta pela maquininha que está mais próxima, ou com mais bateria, ou com melhor sinal. E com isso, você perde o controle sobre as taxas.

O problema: quando vira o mês e você precisa calcular sua receita, você percebe que seu faturamento foi menor do que poderia ser. Ou pior ainda: no hora de fazer o controle manualmente, você deixa passar despercebidamente a diferença de taxa de uma máquina para outra e passa a contar com um determinado valor, quando na verdade o que você receberá será outro.

Resumindo

Todos os três fatores tratam-se de imprevisibilidade e, por consequência, falta de controle.

Quando você não tem clareza sobre quando (e quando) vai faturar, não pode planejar seus próximos meses e não pode calcular seus lucros.

Como saber se o final de ano foi lucrativo?

Da mesma forma que há fatores que afetam sua lucratividade, há ações que você pode tomar para evitar que isso aconteça. Essas ações são:

1. Planejamento de recebíveis

A primeira ação é ter em vista todas as datas das compensações dos recebíveis. Um calendário com indicação dos dias que você receberá os valores é uma excelente maneira de manter seu faturamento sobre controle e ter clareza sobre sua lucratividade.

2. Controle de taxas

Ter um controle preciso sobre as taxas cobradas ajuda a realizar cálculo de margem de lucro mais efetivamente. Se você tiver clareza sobre os valores que receberá por cada venda, suas margens de lucro estarão sempre certas e nunca maquiadas com um número irreal.

3. Sistema anti-fraudes

Com o passar do tempo, os fraudadores se tornam mais sofisticados e as fraudes mais elaboradas. A única maneira de se prevenir desse problema efetivamente é contratando um sistema que tenha uma solução antifraude.

 

 

Automação é a melhor saída

O maior problema do final de ano é que o volume de informações a ser processado é muito grande. Por isso é fácil deixar passar detalhes. Mas são justamente esses detalhes que atrapalham sua lucratividade.

A melhor maneira de evitar esses prejuízos é contando com uma solução que automatize essas análises, confira seus recebíveis e integre todos os seus meios de pagamento.

Investir em uma solução de conciliação de cartões é a melhor maneira de garantir que seu final de ano foi um período lucrativo e que você receberá tudo que você vendeu.

Se quiser mais detalhes de como essa solução funciona, entre em contato conosco e peça uma demonstração. Um dos nossos especialistas em Concil Card o ajudará a retomar o controle sobre sua máquina de cartão e seu faturamento.

Comentário no facebook

Login to your account below

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.